Daivobet contém calcipotriol, um derivado da vitamina D que ajuda a normalizar o ritmo de produção das células da pele, e a betametasona, um esteroide potente que atua na redução da inflamação.
Com base nos estudos clínicos, a maioria dos pacientes apresenta resultados evidentes depois de duas semanas, mesmo que a psoríase ainda esteja presente.

 

DAIVOBET É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE UM MÉDICO OU UM FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

MEDICAMENTOS PODEM CAUSAR EFEITOS INDESEJADOS. EVITE A AUTOMEDICAÇÃO: INFORME-SE COM O FARMACÊUTICO.

DAIVOBET POMADA 30g - Leo Pharma

R$ 111,50Preço
  • DAIVOBET POMADA

    Daivobet, para o que é indicado e para o que serve?

    A psoríase é causada pela produção muito rápida das células da pele, causando vermelhidão, escamação e espessamento da pele.

    Exclusivo Gel: Daivobet® gel é indicado para o tratamento tópico da psoríase do couro cabeludo e para o tratamento tópico da psoríase vulgar leve a moderada no corpo.

    Exclusivo Pomada: Daivobet® pomada é indicado para o tratamento tópico da psoríase vulgar.

    Como o Daivobet funciona?

    Daivobet® contém calcipotriol, um derivado da vitamina D que ajuda a normalizar o ritmo de produção das células da pele, e a betametasona, um esteroide potente que atua na redução da inflamação.

    Com base nos estudos clínicos, a maioria dos pacientes apresenta resultados evidentes depois de duas semanas, mesmo que a psoríase ainda esteja presente.

    Quais as contraindicações do Daivobet?

    Não utilize Daivobet® se:

    • For alérgico ou sensível ao calcipotriol, à betametasona ou qualquer um dos outros componentes da fórmula;
    • Tiver conhecimento de que tem problemas com os níveis de cálcio no sangue (pergunte ao médico);
    • Tiver outros tipos de psoríase: eritrodérmica, exfoliativa e pustulosa (pergunte ao médico).

    Além disso, como Daivobet® contém um corticóide potente, não o utilize na pele afetada por:

    • Infecções causadas por vírus (como herpes ou varicela);
    • Infecções causadas por fungos (como pé de atleta ou micose);
    • Infecções causadas por bactérias;
    • Infecções causadas por parasitas (como sarna);
    • Tuberculose;
    • Dermatite perioral (irritação avermelhada ao redor da boca);
    • Pele fina, fragilidade das veias da pele, estrias;
    • Ictiose (pele seca com escamas semelhantes às de peixe);
    • Acne (espinhas);
    • Rosácea (vermelhidão ou rubor intenso da pele do rosto);
    • Úlceras ou feridas.

    Como usar o Daivobet?

    Gel

    Sempre use Daivobet® gel exatamente da forma prescrita pelo seu médico. Em caso de dúvida, consulte seu médico ou o farmacêutico.

    Instruções gerais de uso

    Use Daivobet® gel somente nas áreas com psoríase. Não use em outras áreas do corpo sem psoríase.

    Agite o frasco antes de usar.

    Remova a tampa.

    Aplique o gel na ponta de um dedo lim o ou diretamente na área afetada pela psoríase.

    Aplique Daivobet® gel na área afetada com as pontas dos dedos, e esfregue suavemente até que a área afetada pela psoríase esteja coberta por uma fina camada de gel.

    Não enfaixe, cubra ou envolva a área tratada.

    Lave bem as mãos imediatamente após usar Daivobet® gel, para evitar que acidentalmente o gel se espalhe para outras partes do corpo (especialmente o rosto, a boca e os olhos).

    Não se preocupe se um pouco do gel entrar em contato com a pele normal próximo à área afetada pela pso íase, mas limpe-a caso se espalhe muito.

    Para um melhor resultado, recomenda-se não tomar banho imediatamente após a aplicação do gel.

    Após a aplicação do gel, evite o contato com tecidos ou roupas que mancham facilmente com gordura (como seda).

    Uso no couro cabeludo

    Antes de aplicar Daivobet® gel no couro cabeludo, penteie o cabelo primeiro para remover qualquer escamação solta.

    Incline um pouco a cabeça para trás, para evitar que o produto escorra para o rosto.

    Geralmente a aplicação de 1 a 4 g por dia é suficiente para o tratamento do couro cabeludo (4 g correspondem a uma colher de chá).

    Não é necessário lavar o cabelo antes da aplicação de Daivobet® gel.

    Pode ser útil repartir o cabelo antes de usar Daivobet® gel.

    Aplique Daivobet® gel nas áreas do couro cabeludo afetadas pela psoríase.

    Esfregue Daivobet® gel suavemente com a ponta dos dedos.

    Para um melhor resultado, recomenda-se não lavar o cabelo imediatamente após a aplicação do gel. Deixe Daivobet® gel no couro cabeludo durante a noite ou o durante o dia.

    Quando for lavar o cabelo, as seguintes instruções podem ajudar:

    Aplicar um xampu suave no cabelo seco, especialmente nas áreas onde o gel foi aplicado.

    Deixar o xampu no couro cabeludo por 1 a 2 minutos antes de enxaguar.

    Lavar o cabelo como de costume.

    Duração do tratamento

    Utilize o gel uma vez ao dia. Pode ser mais conveniente usá-lo à noite.

    Normalmente, o período inicial de tratamento é de 4 semanas. Após este período, se for necessário continuar ou reiniciar o tratamento, deve-se fazê-lo após avaliação médica e sob supervisão médica regular.

    Não utilize mais de 15 g em um dia.

    Todas as áreas afetadas devem ser tratadas com Daivobet® gel.

    Caso utilize Daivobet® gel juntamente com Daivobet® pomada (ou qualquer o tro produto contendo calcipotriol) para o tratamento de sua psoríase, a quantidade total de calcipotriol não deve exceder 15 g ao dia e a área tratada não deve exceder 30% da superfície corporal.

    Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

    Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    Pomada

    Sempre use Daivobet® pomada exatamente da forma prescrita pelo seu médico. Em caso de dúvida, consulte seu médico ou o farmacêutico.

    Instruções gerais de uso

    Use Daivobet® pomada somente nas áreas com psoríase. Não use em outras áreas do corpo sem psoríase.

    Aplique Daivobet® pomada na área afetada com as pontas dos dedos e esfregue suavemente até que a maior parte da pomada tenha desaparecido.

    Daivobet® pomada não deve ser aplicado no couro cabeludo nem no rosto.

    Não enfaixe, cubra ou envolva a área tratada.

    Lave bem as mãos imediatamente após usar Daivobet® pomada, para evitar que acidentalmente a pomada se espalhe para outras partes do corpo (especialmente o rosto, a boca e os olhos).

    Para um melhor resultado, recomenda-se não tomar banho imediatamente após a aplicação da pomada.

    Duração do tratamento

    Daivobet® pomada deve ser usado uma vez ao dia. O período recomendado de tratamento é de 4 semanas.

    Após este período, se for necessário continuar ou reiniciar o tratamento, deve-se fazê-lo após avaliação médica e sob supervisão médica regular.

    Não utilize mais de 15 g em um dia. Caso utilize Daivobet® pomada juntamente com Daivobet® pomada (ou qualquer outro produto contendo calcipotriol) para o tratamento de sua psoríase, a quantidade total de calcipotriol não deve exceder 15 g ao dia e a área tratada não deve exceder 30% da superfície corporal.

    Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

    Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

    O que devo fazer quando me esquecer de usar o Daivobet?

    Caso se esqueça de usar Daivobet®, não se preocupe Use-o assim que se lembrar e continue o tratamento como antes Não use o dobro da dose para compensar a dose esquecida.

    Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

    Quais cuidados devo ter ao usar o Daivobet?

    Antes de usar este medicamento, informe ao médico ou farmacêutico se:

    • Está utilizando outros medicamentos que contenham corticoides, pois, podem ocorrer reações adversas;
    • Está utilizando este medicamento por um longo tempo e planeja parar com o tratamento (pois, existe o risco de sua psoríase piorar ou reaparecer quando o tratamento é interrompido abruptamente);
    • For diabético, já que o seu nível de glicose (açúcar no sangue) pode ser afetado pelo corticoide;
    • Sua pele for infectada, pois, pode ser necessário parar com o tratamento;
    • Tiver um tipo de psoríase chamada gutata.

    Precauções especiais

    Evite usar Daivobet® em mais de 30% do seu corpo ou mais de 15 g por dia.

    Evite usar sob touca de banho, bandagens ou curativos oclusivos, pois, isto aumenta a absorção do esteroide.

    Evite usar em áreas extensas de pele afetada ou em dobras (virilhas, axilas, debaixo das mamas), pois, isto aumenta absorção do esteroide.

    Evite usar no rosto ou nos genitais (órgãos sexuais), pois, estas áreas são muito sensíveis a esteroides.

    Evite a exposição excessiva ao sol, ou qualquer outra forma de tratamento com luz.

    Daivobet® não é recomendado para uso em crianças ou adolescentes com menos de 18 anos.

    Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

    Não use Daivobet® se estiver grávida ou amamentando, a menos que tenha recebido essa orientação do médico. Se seu médico permitiu a amamentação, tome cuidado para não aplicar. Daivobet® na área das mamas.

    Daivobet® não tem influência na capacidade de dirigir e operar máquinas.

    Até o momento não há informações de que Daivobet® possa causar doping.

    Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Daivobet?

    Reações adversas graves

    Avise imediatamente seu medico, caso apresente qualquer das reações abaixo. um Pode ser necessário interromper o tratamento.

    As seguintes reações adversas graves foram relatadas para Daivobet®:

    Incomuns (podem afetar até 1 em 100 pessoas):

    • Piora da psoríase.

    Avise imediatamente seu médico se a sua psoríase piorar.

    Algumas reações graves são causadas pela betametasona, um dos ingredientes de Daivobet®. Informe seu médico assim que possível, caso apresente alguma destas reações adversas. Estas reações são mais prováveis de ocorrer após o uso prolongado, uso sob as dobras da pele (como virilhas, axilas ou debaixo das mamas), uso sob oclusão, ou quando aplicado em grandes áreas da pele:

    • Suas glândulas suprarrenais podem parar de funcionar adequadamente (os sinais são: cansaço, de ressão e ansiedade).
    • Catarata (os sinais são: visão turva, dificuldade de visão noturna e sensibilidade à luz).
    • Aumento da pressão nos olhos (os sinais são: dor nos olhos, vermelhidão, redução da visão ou visão turva).
    • Infecções (seu sistema imune, que combate as infecções, pode estar suprimido ou enfraquecido).
    • Psoríase pustular (uma área vermelha com pústulas amareladas normalmente nas mãos ou pés). Se você notar isto, interrompa o uso de Daivobet® e avise seu médico assim quepossível.
    • Impacto no controle metabólico do diabetes mellitus (se você tem diabetes, podem ocorrer alterações no nível de glicose (açúcar) de seu sangue).

    Reações adversas graves relacionadas ao calcipotriol:

    • Reações alérgicas com inchaço (edema) profundo do rosto ou outras partes do corpo tais como mãos ou pés. Pode ocorrer inchaço da boca ou da garganta e dificuldade de respirar. Se tiver uma reação alérgica pare de usar Daivobet®, avise imediatamente seu médico ou procure umpronto-socorro.
    • O tratamento com este medicamento pode causar aumento do nível de cálcio no sangue ou urina (normalmente quando se usa muito). Os sintomas do aumento do nível de cálcio no sangue são secreção excesiva de urina, prisão de ventre, fraqueza muscular, confusão e coma. Esta situação pode ser grave, avise imediatamente seu médico. Os níveis voltam ao normal quando o tratamento é suspenso.

    Reações adversas menos graves

    As seguintes reações adversas menos graves foram relatadas para Daivobet®:

    Reações comuns (podem afetar até 1 em 10 pessoas):

    • Coceira.

    Incomuns (podem afetar até 1 em 100 pessoas):

    • Irritação nos olhos.
    • Sensação de queimadura na pele.
    • Dor ou irritação da pele.
    • Inflamação ou inchaço da raiz do cabelo(foliculite).
    • Rash com inflamação da pele (dermatite).
    • Vermelhidão da pele devido à dilatação de pequenos vasos sanguíneos (eritema).
    • Acne (espinhas).
    • Pele seca.
    • Rash (erupção da pele).
    • Rash pustular (erupção da pele compus).
    • Infecção da pele.

    Raras (podem afetar até 1 em 1.000 pessoas):

    • Reações alérgicas.
    • Estrias.
    • Esfoliação da pele.
    • Efeito rebote: uma piora de sintomas/psoríase após o término do tratamento.

    Reações menos graves causadas pelo uso da betametasona. Avise seu médico se observar alguma destas reações:

    • Afinamento da pele.
    • Aparecimento de veias superficiais ou estrias.
    • Alterações no crescimento do abelo.
    • Irritação avermelhada ao redor da boca (dermatiteperioral).
    • Irritação da pele com inflamação ou edema (dermatite alérgica decontato).
    • Pequenas bolhas de coloração dourada (míliacoloidal).
    • Clareamento da cor da pele (despigmentação).
    • Inflamação ou inchaço da raiz do cabelo(foliculite).

    Reações adversas menos graves causadas pelo calcipotriol:

    • Pele seca.
    • Sensibilidade da pela à luz, resultando emerupção.
    • Eczema.
    • Coceira.
    • Irritação da pele.
    • Sensação de queimadura e picada.
    • Vermelhidão da pele devido à dilatação de pequenos vasos sanguíneos (eritema).
    • Erupção da pele (Rash).
    • Rash com inflamação da pele (dermatite).
    • Piora da psoríase.

    Reações adversas relacionadas a excipientes:

    Daivobet® contém butilidroxitolueno (E321) que pode causar reações de irritação local (como dermatite de contato) ou irritação dos olhos e mucosas.

    Atenção: este produto é um medicamento que possui nova forma farmacêutica no país e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.

    Apresentações do Daivobet

    Gel

    Gel (50 mcg/g + 0,5 mg/g) em embalagem com um fraso com 30 g ou 60 g.

    Uso tópico.

    Uso adulto.

    Pomada

    Pomada dermatológica (50 mcg/g + 0,5 mg/g) em embalagem com uma bisnaga de alumínio com 30 g ou 60 g.

    Uso tópico.

    Uso adulto.

    Qual a composição do Daivobet?

    Gel

    Cada 1 g do gel contém:

    Calcipotriol

    50 mcg (equivalente a 52,2 mcg de hidrato de calcipotriol)

    Betametasona

    0,5 mg (equivalente a 0,643 mg de dipropionato de betametasona)

    Excipientes: petrolato líquido, éter estearílico PPG-11, óleo de rícino hidrogenado, butilidroxitolueno (E321), racealfatocoferol.

    Pomada

    Cada 1 g do pomada contém:

    Calcipotriol

    50 mcg (equivalente a 52,2 mcg de hidrato de calcipotriol)

    Betametasona

    0,5 mg (equivalente a 0,643 mg de dipropionato de betametasona)

    Excipientes: petrolato líquido, éter estearílico PPG-11, petrolato b branco, racealfatocoferol.

    Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Daivobet maior do que a recomendada?

    Entre em contato com seu médico se tiver usado mais do que 15g em um dia. O uso prolongado excessivo de Daivobet® pode provocar problemas com o cálcio no seu sangue, que é normalizado quando o tratamento é suspenso.

    Seu médico pode solicitar exames de sangue para verificar se o uso de muito produto não provocou algum problema com o cálcio no seu sangue.

    O uso prolongado excessivo de Daivobet® também pode levar suas glândulas suprarrenais (que se encontram perto dos rins e produzem hormônios) a não funcionarem bem.

    Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

    Ligue para 0800 722 6001, se você preicsar de mais orientações.

    Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Daivobet com outros remédios?

    Não use Daivobet® com outros medicamentos aplicados na mesma área da pele.

    Não são conhecidas interações deste medicamento com exames laboratoriais e não laboratoriais, nem com alimentos.

    Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

    Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

    Interação alimentícia: posso usar o Daivobet com alimentos?

    Não são conhecidas interações deste medicamento com alimentos.

    Qual a ação da substância do Daivobet (Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona)?

    Resultados de Eficácia

    Gel

    A eficácia de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel uma vez ao dia foi investigada em dois estudos randomizados, duplo-cegos, de 8 semanas, com mais de 2.900 pacientes com psoríase no couro cabeludo de intensidade pelo menos leve, de acordo com a Avaliação Global do Investigador (AGI) sobre a gravidade da doença. Os comparadores utilizados foram dipro ionato de betametasona no veículo gel, calcipotriol no veículo gel e, em um dos estudos, o veículo gel isoladamente, todos utilizados uma vez ao dia. Os resultados para o critério de resposta primária (ausência de doença ou doença muito leve, de acordo com a AGI na semana 8) demonstraram que o Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel é estatisticamente significativamente mais eficaz do que os comparadores. Os resultados da rapidez de início de ação com base em dados semelhantes na semana 2, também mostraram que Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel foi significativamente mais eficaz estatisticamente do que os comparadores.1,2

     

    a Estatisticamente significativamente menos eficaz e que Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel (P<0,001).

    A eficácia de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel uma vez ao dia no corpo (exceto couro cabeludo) foi investigada em um estudo randomizado, duplo-cego, de 8 semanas, com 296 pacientes com psoríase vulgar de intensidade leve a moderada, de acordo com a AGI. Os comparadores utilizados foram dipropionato de betametasona no veículo gel, calcipotriol no veículo gel e, o veículo gel isoladamente, todos utilizados uma vez ao dia. O critério de esposta primária foi o controle da doença, de acordo com a AGI, na semana 4 e na semana 8. O controle da doença foi definido como ‘ausência de doença’ ou ‘doença mínima’ para os pacientes inicialmente com doença moderada ou ‘ausência de doença’ para os pacientes inicialmente com doença leve. O critério de resposta secundária foi a porcentagem de alteração no Índice da Área e Gravidade da Psoríase (PASI) na semana 4 ou na semana 8 em relação ao inicial. 

     

    a Estatisticamente significativamente menos eficaz e que Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel (P<0,05).

     

    a Estatisticamente significativamente menos eficaz e que Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel (P<0,05) .

    Outro estudo randomizado, cego para o investigador, que incluiu 312 pacientes com psoríase no couro cabeludo de intensidade pelo menos moderada de acordo com a AGI, investigou a utilização de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel uma vez ao dia comparado com calcipotriol solução capilar duas vezes ao dia por até 8 semanas. Os resultados do critério de resposta primária (ausência de doença ou doença muito leve de acordo com a AGI na semana 8) mostraram que Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel foi estatisticamente e significativamente mais eficaz do que calcipotriol solução capilar.

    % Pacientes com ausência da doença ou doença muito leve 

    Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel (n = 207) 

    Calcipotriol solução capilar (n = 105) 

    Semana 8

    68,6% 

    31,4%1

    a Estatisticamente significativamente menos eficaz e que Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel (P<0,001).

    Um estudo de longo prazo, duplo- cego, com 87 pacientes com psoríase no couro cabeludo, de intensidade pelo menos moderada (de acordo com a AGI), investigou o uso de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel comparado com calcipotriol no veículo do gel. Ambos os tratamentos for am aplicados u a vez ao dia, de forma intermitente, conforme a necessidade, por até 52 semanas. Eventos adversos, possivelmente relaciona dos com o uso prolongado de corticosteroides no couro cabeludo, foram identificados por um painel independente e cego de dermatologistas. Não foram encontradas diferenças nas porcentagens de pacientes que tiveram eventos adversos entre os grupos de tratamento (2,6% no grupo do grupo do Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona gel e 3,0% no grupo do calcipotriol; P=0,73). Não foram relatados casos de atrofia da cutânea.4

    Referências

    1. Clinical Study Report MBL 0405 INT, Maio de 2006. Calcipotriol plus betamethasone dipropionate gel compared to bethamethasone dipropionate in the gel vehicle, calcipotriol in the gel vehicle and the gel vehicle alone in scalp psoriasis.

    2. Clinical Study Report MBL 0406 INT, maio de 2006. Calcipotriol plus betamethasone dipropionate gel compared to betamethasone dipropionate in the gel vehicle and calcipotriol in the gel vehicle in scalp psoriasis.

    3. Clinical Study Report MBL 0503 INT, janeiro de 2007. Calcipotriol plus betamethasone dipropionate gel compared to Daivonex/Dovonex scalp solution in patients with scalp psoriasis.

    4. Luger TA, Cambazard F, Larsen FG et al. A study of the safety and efficacy of calcipotriol and betamethasone dipropionate scalp formulation in the long-term management of scalp psoriasis. Dermatology 2008; 217:321-328.

    Pomada

    Um estudo internacional, multicêntrico, prospectivo, randomizado, duplo-cego, controlado com ativo e veículo, de 4 braços, de grupos paralelos, comparou a eficácia clínica de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada com cada um dos ativos isolados no veículo pomada e com o veículo pomada isolado, todos usados uma vez ao dia, por 4 semanas.

    Um total de 1605 pacientes adultos, com psoríase vulgar de gravidade ao menos leve e afetando pelo menos 10% dos braços e/ou 10% do tronco e/ou 10% das pernas, foram incluídos no estudo. Dos 1603 pacientes randomiza os, 490 foram designados para Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada, 476 para betametasona pomada, 480 para calcipotriol pomada e 157 para veículo pomada. Os critérios primários de resposta foram porcenta em de pacientes com “doença controlada”, definida como “ausên ia de doença” ou “doença muito leve” de acordo com a Avaliação Global do Inve tigado (AGI) no final do tratamento e variação percentual do PASI da visita basal até o final do tratamento. As avaliações da AGI e P ASI foram feitas na visita basal e após 1, 2 e 4 semanas.

    No final do tratamento havia 276 pacientes (56,3%) com a doença controlada no grupo Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada, 176 ( 37,0%) no grupo betametasona pomada, 107 (22,3%) no grupo calcipotriol pomada, e 16 (10,2%) no grupo veículo pomada. Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada foi estatística e significativamente mais eficaz do que betametasona pomada (OR 2, 7; CI 95% 1,93 a 3,43; P <0,001), calcipotriol pomada (OR 5,98; C I 95% 4,38 a 8,17; P <0,001) e veículo pomada (OR 17,10; CI 95% 9,47 a 30,89; P <0,001). 

    A variação percentual média do PASI da visita basal até o final do tratamento foi de -71,3% no grupo Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona, -57,2% no grupo betametasona pomada, -46,1% no grupo calcipo riol pomada e -22,7% no grupo veículo pomada. Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada foi significativamente mais eficaz do que betametasona pomada (diferença média de -14,2%, CI 95% -17,6 a -10,8; P <0,001), calcipotriol pomada (diferença média -25,3%, CI 95% -28,7 a -21,9; P <0,001) e veículo pomada (diferença média de -48,3%, CI 95% -53,2 a -43,4; P <0,001). No geral, Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada foi significativamente mais eficaz na psoríase vulgar do que as substâncias ativas isoladas e do que o veículo pomada.1

    Dados de longo prazo de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada foram obtidos a partir de um estudo de segurança, com objetivo secu ndário de investigar a eficácia, por até 52 semanas de tratamento. Este estudo investigou o tratamento com Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada, utilizado de forma intermitente. A porcentagem média de avaliações satisfatórias (de acordo com a Avaliação Global do Investigador sobre a Gravidade da Doença) durante o estudo foi maior no grupo que utilizou Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada por até 52 semanas do que a alcançada com os outros dois regimes (84% no grupo do Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona75% no grupo do Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona usado por 4 semanas alternado com calcipotriol pomada por 4 semanas e 70% no grupo do Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada usa do inicialmente por 4 semanas e alterado para calcipotriol pomada até o final do estudo). A diferença entre as respostas dos pacientes que utilizaram Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada por até 52 semanas e aqueles que usaram Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada nas primeiras 4 semanas e então trocaram para calcipotriol pomada por até 48 semanas foi estatisticamente significativa (P=0,025).

    Uma porcentagem maior de pacientes alcançou avaliações 100% satisfatórias (isto é, em todas as visitas do estudo) com o uso de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada do que nos outros dois regime s de tratamento (36% no grupo Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona, 28% no grupo do Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona calcipotriol (tratamento alternado) e 24% no grupo Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona inicial alterado para calcipotriol). Todos os pacientes entraram neste estudo de longo prazo em um estado desfavorável da doença. Em 4 semanas, quando todos os pacientes receberam o tratamento com Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada a eficácia foi similar em todos os três grupos, porém, após os ciclos seguintes de tratamentos (após 8 semanas), houve um benefício sugerido da eficácia com o uso somente de Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona pomada, sem alterar o tratamento para calcipotriol pomada.2 

    Referências

    1. Kaufmann R et all: A new calcipotriol/betamethasone dipropionate formulation (Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona is an effective once-daily treatment for psoriasis vulgaris. Dermatology 2002; 205(4): 389-393.

    2. K. Kragballe et all: Efficacy Results of a 52-Week, Randomised, Double Blind, Safety Study of a Calcipotriol/ Betamethasone Dipropionate Two Compound Product (Hidrato de Calcipotriol + Dipropionato de Betametasona) in the Treatment of Psoriasis Vulgaris. Dermatology 2006; 213:319–326.

Rua José Pires Neto 151 • sobreloja • Cambuí/Campinas/SP

© 2018 by Listrazza. Parceria com Wix.com